Portal do Programa de Oncobiologia

Programa interinstitucional de ensino, pesquisa e extensão em biologia do câncer

Mecanismo de Ação de Flavonoides em Células Tumorais de Tireóide.

Coordenadora: Andrea Claudia de Freitas Ferreira

Equipe:
Pós-Doutorandos:
Carlos Frederico Lima Gonçalves
Raquel Guimarães Coelho

Doutorandos:
Diorney Luiz Souza Gran da Silva
Filipe Pereira da Costa
Paula Rodrigues Pereira

Mestrandos:
Francisca Diana Paiva Melo
Maurício Martins da Silva

Graduandos:
André Gomes da Silva
Bianca Cuconato Claro

Legumes, verduras e frutas consumidos no nosso dia a dia possuem compostos chamados de “flavonoides”, que parecem ser responsáveis por vários dos benefícios associados a uma dieta rica em vegetais, como diminuição do risco de doenças do coração, de diabetes e até mesmo de certos tipos de câncer. Dentre os flavonoides, rutina, quercetina e baicaleína parecem produzir alguns efeitos interessantes, como diminuir o crescimento de células de câncer e torná-las menos invasivas, ou seja, diminuir a chance do câncer se desprender e se espalhar para outras partes do corpo. Entretanto, ainda não se sabe como estes compostos agem em células de câncer de tireoide. Nosso grupo de pesquisa observou que o flavonoide rutina aumenta a capacidade da glândula tireoide de concentrar iodo radioativo. O iodo radioativo é utilizado no tratamento do câncer de tireoide, pois ele se concentra nesta glândula, permitindo a destruição das células cancerosas sem grandes efeitos colaterais em outros tecidos. Porém, em uma parcela dos pacientes, há perda da capacidade das células cancerosas de concentrar o iodo radioativo, o que torna a terapia com iodo radioativo ineficaz. O tratamento destes doentes é muito difícil e a chance de sobrevivência diminui. Assim, um composto capaz de aumentar a capacidade da tireoide de concentrar iodo poderia ser bastante útil. Embora tenhamos observado que a rutina aumenta essa capacidade em uma glândula tireoide normal, não sabemos como este e outros flavonoides podem atuar em células cancerosas da tireoide. Assim, pretendemos estudar como os flavonoides rutina, quercetina e baicaleína influenciam a capacidade das células de câncer de tireoide de crescer, invadir e também de concentrar iodo radioativo.

Para contato com a equipe, e-mail: deiaclau@biof.ufrj.br

design manuela roitman | programação e implementação corbata