Portal do Programa de Oncobiologia

Programa interinstitucional de ensino, pesquisa e extensão em biologia do câncer

Novos bolsistas de pós-doutorado são escolhidos

Por Fernanda Torres Lima

A seleção dos contemplados com as Bolsas de Pós-Doutorado Pró-Onco Vivi Nabuco e Pró-Onco Fundação do Câncer aconteceu no dia 1º de abril, quando cinco candidatos apresentaram seus projetos de pesquisa no Auditório Marcos Moraes, do Centro de Ciências da Saúde da UFRJ.

Composta pelos professores Gilberto Schwartsmann, da UFRS, Marcos Moraes e Adalberto Vieyra, respectivamente, coordenador e diretor científico do Programa de Oncobiologia da UFRJ, a banca concedeu as duas bolsas aos projetos apresentados por Juliana de Mattos Coelho Aguiar, do Laboratório de Morfogênese Celular da UFRJ, e por Mariana Chantre Justino, do Departamento de Patologia e Laboratórios da Uerj.

Em virtude da alta qualidade dos trabalhos apresentados, em 2014, excepcionalmente, uma terceira bolsa, a ser constituída com recursos próprios do professor Marcos Moraes, foi concedida ao projeto de Luiz Gustavo Feijó Dubois, também do Laboratório de Morfogênese Celular da UFRJ. A nova bolsa foi batizada com o nome do professor Marcos Moraes, homenagem sugerida pelo professor Adalberto Vieyra.

“Avaliação do papel das vias de sinalização BMP, TGF-β e FGF na manutenção da proliferação das células-tronco tumorais presentes no meningioma” foi o projeto apresentado por Juliana Aguiar, que é PhD em Ciências Morfológicas pela UFRJ e pela Université de Paris-Sud XI. Juliana obteve média 9,87 na avaliação da banca. Seu projeto pretende investigar a presença de células com propriedades tronco tumorais no interior de meningiomas humanos.

Com a média 9,67, a segunda colocada, Mariana Justino, é PhD em Ciências Biológicas (Biofísica) pela UFRJ. Seu projeto, “Análise do perfil molecular de hTERT em pacientes com carcinoma urotelial de bexiga”, objetiva, por meio do estudo do gene hTERT, aprimorar a sensibilidade e a.especificidade dos marcadores moleculares para o câncer de bexiga, de forma a incrementar o tratamento clínico de pacientes com a doença.

Já Luiz Gustavo Dubois, aprovado em terceiro lugar com a nota 9,25, é PhD em Ciências Morfológicas pela UFRJ e pela Université Pierre et Marie Curie. Ele expôs o projeto de pesquisa intitulado “Influência da síndrome metabólica ligada às mutações IDH na agressividade e no potencial tronco de células-tronco tumorais de glioma”, que procura ampliar a compreensão sobre a atividade metabólica de células-tronco tumorais em gliomas.

Juliana (esq.), Mariana (centro) e Gustavo (dir.) receberam as Bolsas Pró-Onco Vivi Nabuco, Fundação do Câncer e Marcos Moraes em 2014

design manuela roitman | programação e implementação corbata