Portal do Programa de Oncobiologia

Programa interinstitucional de ensino, pesquisa e extensão em biologia do câncer

Reconhecimento internacional

Por Priscila Biancovilli - 16/10/2010

Denise Pires de Carvalho, pesquisadora e diretora do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho (UFRJ) e afiliada ao Programa de Oncobiologia, foi laureada no último mês de setembro com o prêmio máximo da Sociedade Latino-Americana de Tireóide. A cerimônia de premiação aconteceu durante o Congresso Internacional de Tireóide, em Paris, que contou com mais de três mil participantes de todos os continentes. 

“Foi uma grande honra receber esse prêmio, especialmente pela possibilidade de divulgar nossas atividades de pesquisa para todo o mundo”, afirma Denise. Vale ressaltar que as comissões científicas das quatro maiores sociedades de tireóide do mundo estiveram presentes (são elas a européia, latino-americana, norte-americana e asiática-oceania). A pesquisadora recebeu o prêmio como reconhecimento pelas suas contribuições na área de tireóide. 

“Tive a oportunidade de apresentar uma conferência de 45 minutos e falei rapidamente sobre minha trajetória de pesquisas dentro desta área”. Durante a premiação, citou os estudos translacionais, que são os trabalhos com vítimas de câncer de tireóide. 

A pesquisadora ainda contou para a plateia, de forma resumida, as últimas novidades: “Nossos estudos mais recentes prevêem a utilização de drogas utilizadas contra o carcinoma renal para o tratamento também do carcinoma tireoidiano, uma vez que as enzimas ativadas nestes dois tipos de câncer são semelhantes”, explica.

Denise também relembrou de seus estudos durante o doutorado, quando trabalhou com enzimas envolvidas na biossíntese de hormônios. 

“Descrevemos famílias que têm defeito em uma enzima e por isso apresentam hipotireoidismo. Em 2008, chegamos a um dado muito novo relacionado a essas enzimas. Montamos um sistema heterólogo in vitro para provar que o que estávamos encontrando nos pacientes era verdade: as enzimas da biossíntese hormonal interagem como proteínas, uma regulando a outra”, explica a pesquisadora. 

Além disso, em 2007, o grupo de Denise mostrou de forma pioneira que uma enzima não existente no miocárdio aparece durante o infarto e está relacionada à metabolização dos hormônios da tireóide. 

 

Profa. Denise Pires de Carvalho

design manuela roitman | programação e implementação corbata