Portal do Programa de Oncobiologia

Programa interinstitucional de ensino, pesquisa e extensão em biologia do câncer

Diagnóstico do câncer por imagem - UFRJ desenvolve kit eficaz na detecção de tumores

Por Marina Verjovsky

 

O Ultra-arrow, desenvolvido pelo grupo do Programa de Oncobiologia liderado pela pesquisadora Bianca Gutfilen, do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho da UFRJ, é um radiofármaco único no país, pois permite identificar vários tipos de câncer e gera imagens que podem ser facilmente captadas por equipamentos comuns nos hospitais brasileiros - as gama câmeras. Além disso, utiliza um material que libera doses mínimas de radiação ao paciente.

 

A técnica desenvolvida pela equipe, e já patenteada no Brasil, promove a ligação do radioisótopo Tecnécio-99m à base nitrogenada Timina. Esta, é logo incorporada no organismo pelas células que estão se dividindo e, assim, evidenciam os tumores (que têm multiplicação desenfreada).

 

“Os radiofármacos com Tecnécio-99m, disponíveis atualmente no mercado, são específicos para tipos específicos de tumores e o Ultra-arrow está mostrando ser mais generalizado. Por enquanto, nós estudamos centenas de pacientes com câncer de mama, mas estamos estudando outros tumores que também parecem ter muita afinidade. Porém, ainda não estudamos todos os tumores.”, explica a pesquisadora. “Ele é recomendado para detectar tumores primários, metástases e no acompanhamento de pacientes para determinar a  eficácia do tratamento ou reaparecimento da doença”

 

O projeto foi desenvolvido com financiamento de 270 mil reais oriundos da Faperj e Finep, aprovado em 2005 e já testado em cerca de 200 pacientes. Por enquanto, o Ultra-arrow está sendo produzido pelo próprio Laboratório de Marcação de Células e Moléculas (LMCM/Departamento de Radiologia/UFR), em conjunto com a empresa parceira Pro-Echo Diagnósticos, que  também oferece atualmente o serviço de diagnóstico com o novo kit. Há alguns meses, eles distribuem o produto, ainda em fase de testes, a universidades de todo o país. Porém, o objetivo do grupo é comercializá-lo, ou até mesmo vender a patente para alguma empresa.

 

Além do Ultra-arrow, o grupo também lançou o Vicel, outro kit que marca leucócitos e permite identificar na imagem onde está localizado o foco de uma infecção. O Vicel foi utilizado com cerca de mil pacientes e os resultados foram animadores.  Bianca conta ainda que outros materiais, ainda não patenteados pelo grupo, mostraram resultados promissores para a detecção de linfomas, porém ainda estão em fase de testes.   

 

Os interessados em adquirir os kits ou em estabelecer parcerias comerciais, devem escrever para bgutfilen@hucff.ufrj.br.

 

          0

                A pesquisadora Bianca Gutfilen, coordenadora do projeto.

 

design manuela roitman | programação e implementação corbata