Portal do Programa de Oncobiologia

Programa interinstitucional de ensino, pesquisa e extensão em biologia do câncer

American Cancer Society reúne jornalistas e cientistas

Por Claudia Jurberg

16/05/2009

 

Mais de 50 jornalistas da grande mídia de todo o Brasil, médicos e cientistas envolvidos com a temática câncer estiveram reunidos na última semana no simpósio “Os 5 Mitos sobre câncer. O papel do jornalismo no enfrentamento da doença”, promovido pela American Cancer Society (ACS), em São Paulo.

O objetivo do evento foi discutir com a mídia brasileira mitos e preconceitos que envolvem a divulgação do tema câncer e impedem a prevenção ou interferem na detecção precoce de tumores. Segundo os organizadores do evento, Alessandra Durstine, vice-presidente de programas regionais e diretora para América Latina, e Dr. Elmer Huerta, do conselho diretivo da ACS, “a mídia assume um papel de destaque na luta contra o câncer ao sensibilizar a população, desmistificar a doença e levar informações sérias e confiáveis ao público geral". Por isso, a ACS investe em eventos do gênero em países da América Latina. Argentina já foi sede de um dos encontros e agora o Brasil.

Entre os mitos abordados durante o evento, O câncer não é um problema no Brasil; O câncer é meu destino; Mídia e comunicação em câncer; O câncer é uma sentença de morte;  Não há nada que se possa fazer; e, por último, Estou só.

O jornalista da CNN, Tom Watkins, exibiu para a platéia exemplo de mau jornalismo com reportagem delineada por tom sensacionalista. Por outro lado, Cilene Pereira, da IstoÉ, Claudia Collucci, da Folha de São Paulo, Antônio Marinho, do Globo, discutiram quais são os limitantes na divulgação em câncer e aspectos que mostram o amadurecimento da imprensa, inclusive, discutindo o conflito de interesses que permeia a temática.O Núcleo de Divulgação do Programa de Oncobiologia participou desta mesa-redonda. Além disso, fez palestra sobre Verdades e mentiras na divulgação em câncer.

O diretor do Instituto Nacional do Câncer, Luiz Antônio Santini, também abordou outro ponto-chave: os custos do tratamento. Atualmente, muitas vezes, estes assumem proporções exorbitantes. “Nos últimos cinco anos, os custos dobraram, mas houve um baixo impacto na redução da incidência e da mortalidade”. Paralelamente, a pressão pela divulgação dos últimos lançamentos farmacêuticos é grande.

Durante o evento, foi lançado o prêmio de excelência em jornalismo no Brasil para o reconhecimento de duas reportagens publicadas pela grande mídia e que serão selecionadas por um júri. Os premiados ganharão uma viagem de cinco dias aos Estados Unidos para aprofundar seus conhecimentos em câncer, incluindo visitas à American Cancer Society e aos veículos CNN Espanhol e Telemundo e participação no evento Câncer de mama em países em desenvolvimento, na Harvard University, em novembro de 2009.

                      

Mesa redonda do evento composta por Claudia Jurberg (Programa de Oncobiologia), Cilene Pereira (IstoÉ), Luis Fernando Correia (Rádio CBN & GloboNews), Claudia Collucci (Folha de SP), Antonio Marinho (O Globo) e Marília Casseb (ABCancer).

design manuela roitman | programação e implementação corbata