Portal do Programa de Oncobiologia

Programa interinstitucional de ensino, pesquisa e extensão em biologia do câncer

Curso promove intercâmbio com pesquisadores franceses

Por Marina Verjovsky

Começou a Escola de Altos Estudos na UFRJ. O projeto, financiado pela Capes em diversas instituições do país, visa fortalecer, ampliar e qualificar os programas de pós-graduação de instituições brasileiras estimulando a cooperação acadêmica e o intercâmbio internacional. O primeiro curso do projeto, que ocorreu entre os dias 19 e 24 de outubro, tratou sobre o RNA interferencial. Mais conhecido como iRNA, o tema acaba de ganhar destaque na ciência internacional por conceder aos seus descobridores, Craig Mello e Andrew Fire, o prêmio Nobel de medicina em 2006.
As aulas foram ministradas por quatro importantes pesquisadores franceses a convite de um dos coordenadores do evento, o pesquisador Vivaldo Moura-Neto, e foram oferecidas pela pós-graduação em Ciências Morfológicas em conjunto com a cátedra da Unesco de Biologia da Forma e do Desenvolvimento, ambas no Instituto de Ciências Biomédicas da UFRJ.
Coordenador do Núcleo de Eventos do Programa de Oncobiologia, Moura-Neto conta que esteve em Paris em junho deste ano, onde acontecia este curso. "Achei muito interessante e pedi aos coordenadores para administrá-lo, ainda este ano, aqui no Rio de Janeiro". A pressa do pesquisador tem um motivo: manter as discussões científicas do país atualizadas com o que é discutido nos grandes centros científicos do mundo.
Os convidados foram os pesquisadores franceses Annick Harel-Bellan, do Instituto André Lwoff (em Villejuif), que apresentou uma introdução sobre os iRNAs, falou sobre o seu papel na diferenciação muscular e sobre o " High-flow screening"; sua colaboradora Florence Cabon, que proferiu sobre iRNA in vivo e terapêutico, sobre a sua atuação direta na inibição da expressão de genes, assim como o seu papel contra tumores de próstata ; Mohamed Ali Hakimi, do Instituto Jean Roget (Grenoble), que abordou o silenciamento transcricional-epigenético do iRNA, a relação entre iRNA e protozoários e o controle epigenético da transcrição no patógeno humano Toxoplasma gondii ; e Olivier Voinnet, do Instituto de Biologia Molecular das plantas (em Strasbourg), que discorreu uma introdução sobre mecanismos moleculares, sobre a relação entre vírus e o silenciamento por RNA e a respeito dos seus mecanismos e funções. 
Também foram mostradas as tecnologias aplicadas nos estudos in vivo da influência epigenética do iRNA, da detecção e quantificação de pequenas seqüências de RNA, as ferramentas bioquímicas utilizadas em diferentes organismos e os métodos para a análise e transfecção. 
"Esses pesquisadores são muito capacitados e nos ensinaram detalhes de como implementar essas técnicas, que são novas para os laboratórios daqui, mostrando o método necessário para quem quiser trabalhar com o tema", afirma Vivaldo, que comenta também sobre o intercâmbio que o evento proporcionou entre nossos alunos e os centros estrangeiros de pesquisa: "Dois alunos estão pleiteando fazer pós-doutorado com os professores convidados, o que já é um ganho para a formação de nossos cientistas". 
Todos esses detalhes garantiram o sucesso do evento, que atraiu cerca de 50 alunos por aula. "Como o curso foi ministrado em inglês, a barreira da linguagem pode ter dificultado alguns alunos, mas foi uma boa oportunidade para podermos discutir sobre esses temas importantes", ressaltou Moura-Neto. 
Agora, alguns destes pesquisadores franceses seguirão para outros Estados brasileiros, onde acontecerão cursos como este. A Escola de Altos Estudos continuará oferecendo cursos durante os próximos três meses no Rio de Janeiro, Bahia, São Paulo, Santa Catarina e Ceará. Moura-Neto ainda aproveita para divulgar a realização de grandes eventos em novembro: um colóquio de brasileiros que fazem pós-doutorado em importantes laboratórios do exterior, sobre evolução e desenvolvimento, com a presença de pesquisadores norte-americanos e franceses; curso sobre preparação de cultura de células para microscopia eletrônica; e o 9º Encontro sobre as Perspectivas na Biologia do Desenvolvimento, que acontecerão na UFRJ. 
Para participar dos outros eventos da Escola de Altos Estudos e obter mais informações sobre os cursos, escreva para mailto:vivaldo@anato.ufrj.br .

design manuela roitman | programação e implementação corbata