Portal do Programa de Oncobiologia

Programa interinstitucional de ensino, pesquisa e extensão em biologia do câncer

XIV Simpósio de Oncobiologia dá continuidade ao seu evento online - 2º dia evento

Com objetivo de aproximar pesquisadores de diferentes especialidades, a fim de favorecer o desenvolvimento de novos tratamentos e métodos para diagnósticos e prevenção ao câncer, o XIV Simpósio de Oncobiologia deu continuidade ao seu segundo dia de evento online.

Na grade de programação desta quinta-feira, 05 de novembro de 2020, houve a transmissão ao vivo 03 palestras (duas de pesquisadores do Brasil e uma do exterior) e 02 sessões orais de trabalhos selecionados de categorias mistas (iniciação científica, mestrado e doutorado), com apresentação ao todo de 06 trabalhos. Encerrando o dia, a sessão virtual de pôsteres permitiu a discussão, em tempo real, de 110 trabalhos científicos, divididos em 08 áreas da biologia do câncer.

A programação do segundo dia do Simpósio de Oncobiologia 2020 começou com a palestra da Dra. Maria Abad, investigadora principal no Vall D’Hebron Institute of Oncology, na Espanha. A sua apresentação versou sobre a manipulação da plasticidade celular como abordagem terapêutica contra o câncer.

 

Plasticidade celular & câncer

A plasticidade celular é reconhecida hoje como uma característica crítica das células cancerosas que lhes permite transitar entre diferentes estados celulares, incluindo transições reversíveis entre fenótipos mesenquimais e epiteliais, ou entre estados semelhantes a células-tronco e estados diferenciados.

Nos tumores, a aquisição de propriedades de células-tronco se correlaciona com o aumento da malignidade e prognóstico ruim, e as células-tronco cancerígenas (CSCs) sustentam o volume do tumor e contribuem para a resistência ao tratamento e recaídas após a terapia.

Ao final da palestra, Gabriel Nestal (INCA) fez a moderação da sessão, formulando perguntas postadas no chat da transmissão, pela plateia virtual do evento. Simpática, Dra. Maria Abad respondeu as questões que dominava a resposta, compartilhando o seu conhecimento na área. Sincera, apontou o que ainda era necessário estudo. Generosa, disponibilizou o seu contato para pesquisadores que quiserem aprofundar pontos de sua palestra.

 

Identificação de biomarcadores em tumores

Dando sequência à programação do Simpósio, a segunda palestra do dia foi apresentada pelo Dr. Luis Felipe Ribeiro Pinto, Pesquisador Titular do Instituto Nacional de Câncer (INCA), onde chefia o Programa de Carcinogênese Molecular. Com ampla experiência na área de Oncologia Molecular e Toxicologia, principalmente em carcinogênese química e mecanismos moleculares de desenvolvimento tumoral, o grupo de pesquisa do Dr. Luis Felipe tem grande interesse em epigenética e no estudo de biomarcadores, com ênfase no câncer de esôfago, câncer gastrointestinal e tumores de cabeça e pescoço.

O mau prognóstico dos tumores do trato aerodigestivo superior (UADT) revelam a necessidade de identificação de biomarcadores que possam ajudar a desenvolver terapias-alvo e decisão clínica. O grupo do Dr. Luis Felipe no INCA tem realizado análises ômicas em tumores UADT para comparar suas alterações moleculares, revelando potenciais alvos para terapias específicas e prognóstico.

Em sua palestra, o pesquisador apresentou os resultados da transcrição de carcinomas de células escamosas de laringe (LSCC) e esôfago (ESCC). O grupo do Dr. Luis Felipe tem se dedicado a realizar uma análise mais aprofundada sobre os genes-alvo revelados nesses estudos, para verificar se seu potencial para ser trazido para a prática clínica.

 

Entendendo o metabolismo das células tumorais

Não podia faltar, na programação do XIV Simpósio de Oncobiologia, a palestra de um (a) pesquisador (a) "prata da casa". A Dra. Patrícia Zancan é Professora Adjunta da Faculdade de Farmácia da UFRJ e coordenadora de um dos grupos de pesquisa do Programa de Oncobiologia, contemplados no edital 2019, com recursos da Fundação do Câncer.

Completando o trio de palestras, a apresentação da Dra Patricia Zancan abordou o metabolismo tumoral e o estudo de novos potenciais fármacos e alvos terapêuticos. Em sua palestra, além aprofundar as causas da desregulação do metabolismo energético de células tumorais, um dos hallmarks do cäncer, e apresentar estudos sobre novos potenciais fármacos para tratar a doença, a Dra Patricia mostrou também pesquisas promissoras, desenvolvidas por seu grupo na UFRJ, com medicamentos conhecidos numa abordagem off-target contra o câncer, como o antifúngico Canesten e a famosa Aspirina (Ácido acetilsalicílico). Comemorando o feito, a Dra Patricia revelou que, recentemente, teve um artigo aceito para publicação, que aborda o efeito dos salicilatos como possíveis antitumorais.

 

Sessão de trabalhos Orais e E-poster

Intercalando a programação de palestras, o evento apresentou duas sessões orais. Confira no facebook do Simpósio de Oncobiologia (@simposiodeonco) o briefing de cada trabalho apresentado neste segundo dia do evento.

Encerrando a programa desta quinta-feira, ocorreu a última sessão de E-posters. Os autores estiveram online para responder perguntas dos participantes e dos avaliadores pelo chat, em tempo real. Se você gostou de algum trabalho e quiser usar as informações, a plataforma de E-poster disponibiliza quatro formas para citá-lo (ABNT, ISO, APA e Vancouver). Ao final do evento, nesta sexta-feira (06/11), serão premiados os melhores trabalhos de cada categoria.

Sexta-feira (04/11), não perca! É o último dia do XIV Simpósio de Oncobiologia.

 

Plataforma de E-poster:

https://proceedings.science/xiv-so-2020

Plataforma de transmissão ao vivo

https://simponco2020.evon247.com.br

Site do evento:

https://www.simposiooncobiologia.com.br

 

Por Lúcia Beatriz Torres, Jornalista de Ciência, responsável pelo núcleo de divulgação do Programa de Oncobiologia

design manuela roitman | programação e implementação corbata