Portal do Programa de Oncobiologia

Programa interinstitucional de ensino, pesquisa e extensão em biologia do câncer

Veja o que saiu na mídia sobre câncer

Descoberta molécula que ativa destruição do câncer de pele

EFE - 03/08/2009

Pesquisa abre as portas para a fabricação de novos medicamentos para combater a doença.

Pesquisadores espanhóis identificaram um composto sintético capaz de desencadear a autodestruição em massa de células de melanoma, o que abre as portas para a fabricação de novos medicamentos para combater o tumor de pele.

Trata-se de uma molécula sintética que ativa dois programas de morte celular: a apoptose e a autofagia.

Leia mais em:

http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,descoberta-molecula-que-ativa-destruicao-do-cancer-de-pele,412937,0.htm  

 

Inteligência artificial ajuda a diagnosticar metástase do câncer de mama

Diário da Saúde. Por Jason Bardi - 07/08/2009

Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Chicago (EUA), desenvolveu um programa de computador que utiliza inteligência artificial para analisar as características das imagens de ultrassom a fim de ajudar os médicos a prever mais cedo se o câncer de mama já metastatizou.

Atualmente, não existem métodos automatizados aprovados para o diagnóstico de câncer. Mas o novo programa foi utilizado com êxito para reanalisar os exames de ultrassom de 50 mulheres cujas imagens dos nódulos linfáticos já haviam sido avaliados em busca de metástase.

Todas as 50 mulheres passaram por cirurgias para remover seus cânceres e nódulos linfáticos axilares, e biópsias dos tecidos dos nódulos linfáticos revelaram que 20 delas tinham metástase do câncer e 30 delas tinham um câncer que permanecia localizado na época da cirurgia.

Leia mais em:

http://www.diariodasaude.com.br/news.php?article=inteligencia-artificial-ajuda-diagnosticar-metastase-cancer-mama&id=4373  

 

Descoberta argentina abre nova frente contra câncer, diabetes e artrite

AFP – 10/08/2009

BUENOS AIRES — A descoberta sobre o mecanismo que retarda a ação do sistema imunológico pode ser uma peça-chave no tratamento de câncer, diabetes, artrite e esclerose múltipla, informou nesta segunda-feira o Instituto de Biologia e Medicina na Argentina (IBYME).

"Encontramos as engrenagens moleculares que fazem com que sistema imunológico seja desligado", disse em um comunicado Gabriel Rabinovich, coordenador da equipe de cientistas que realizaram a descoberta.

O trabalho foi publicado na prestigiosa revista britânica Nature e Inmunology, em cooperação com a Academia Nacional de Medicina.

A descoberta é considerada fundamental para poder silenciar a resposta imunológica nos casos em que o sistema de defesa do organismo, essencial para combater vírus, bactérias e células tumorais, continua a agir, mesmo que não seja necessário.

Leia mais em:

http://www.google.com/hostednews/afp/article/ALeqM5ihFUeuj4GAP43h8ZXk6b0RzXeoJg  

 

Fundação do Câncer realiza venda antecipada de tíquetes do McDia Feliz

Redação SRZD - 11/08/2009

A Fundação do Câncer realiza a campanha "Heróis pela vida", inspirada na linguagem dos quadrinhos. O objetivo é aumentar a venda antecipada dos tíquetes do McDia Feliz, que será no próximo dia 29. Cada tíquete - que custa R$ 8 - poderá ser trocado por um sanduíche BigMac em qualquer loja da rede McDonald's. A meta é vender 48 mil tíquetes. A entidade pretende superar a marca de 2008, que foi de 44 mil tíquetes.

Os recursos obtidos com a venda antecipada serão aplicados na manutenção da emergência pediátrica do Instituto Nacional de Câncer (Inca). A unidade foi inaugurada em março deste ano, e já realizou 520 atendimentos. Foi construída com verbas de campanhas do McDia Feliz de anos anteriores e com o apoio de outros doadores. O custo total foi de R$ 810 mil. Todo o projeto foi gerenciado pela Fundação do Câncer, que atualmente é responsável pela manutenção da emergência pediátrica, orçada em cerca de R$ 600 mil por ano. Para ajudar a atingir esse valor, o montante arrecadado com a venda antecipada será destinado ao projeto.

Renato Achutti, gerente-executivo da Fundação do Câncer, destacou a importância da instituição em alcançar a meta.

"O Instituto Ronald McDonald é um parceiro de longa data da Fundação do Câncer e do Inca, contribuindo não apenas conosco, mas para diversos projetos ligados ao câncer infantil. Ao vendermos os 48 mil tíquetes, asseguramos que os recursos obtidos sejam integralmente aplicados na manutenção da emergência pediátrica", declarou.

No dia da campanha McDia Feliz, os portadores do tíquete poderão trocá-lo por um sanduíche BigMac. Quem quiser, pode pagar a diferença para comprar a promoção com batata frita e refrigerante. A venda antecipada acontece até o dia 28.

http://www.sidneyrezende.com/noticia/50782+fundacao+do+cancer+realiza+venda+antecipada+de+tiquetes+do+mcdia+feliz

 

Aprovada a lei que proíbe fumo em locais públicos fechados no estado do Rio

Globo e CBN – 11/08/2009

A Assembleia Legislativa do Rio, seguindo uma norma que já vale desde maio de 2008 para a capital, aprovou na tarde desta terça-feira o projeto de lei 2.325/09, que proíbe o fumo em locais públicos total ou parcialmente fechados em todo o estado. A lei abrange o consumo de cigarros, cigarrilhas, charutos ou qualquer outro produto fumígeno, derivado ou não do tabaco. Porém, ela não se aplica às vias públicas e aos espaços ao ar livre, residências e locais de culto religioso onde o fumo faça parte do ritual.

Ficou mantida ainda a possibilidade do consumo no interior de tabacarias, que, no entanto, passarão a ter que comprovar a sua condição. Para poder divulgar seu espaço como destinado ao consumo de fumígenos, os estabelecimentos deverão ter mais de 50% de sua receita oriunda da venda desses produtos.

O projeto terá uma segunda votação ainda esta semana e só passará a valer 90 dias após ser sancionada pelo governador Sérgio Cabral. O governo terá que fazer uma campanha educativa nos veículos de comunicação para esclarecer as proibições.

Leia mais em:

http://oglobo.globo.com/rio/mat/2009/08/11/aprovada-lei-que-proibe-fumo-em-locais-publicos-fechados-no-estado-do-rio-757358337.asp  

 

Cientistas usam veneno de abelha para combater câncer. Pesquisa americana usou nanotecnologia para levar veneno até células cancerosas e deixar as saudáveis intactas.

BBC Brasil – 11/08/2009

Cientistas da Washington University de St. Louis, nos Estados Unidos, desenvolveram um método que usa veneno de abelhas para matar células cancerosas, ao mesmo tempo em que deixa células saudáveis intactas.

Os pesquisadores acoplaram a toxina melitina, presente no veneno de abelhas, a moléculas, ou nanopartículas, que batizaram de "nanoabelhas".

Depois disso, estas "nanoabelhas" foram introduzidas em ratos que possuíam tumores. De acordo com os pesquisadores, as partículas então atacaram e destruíram apenas as células cancerosas, protegendo outros tecidos do poder destrutivo da melitina.

Após algumas aplicações das "nanoabelhas", os tumores dos ratos teriam encolhido ou parado de crescer, de acordo com os cientistas.

"As nanoabelhas 'voam', pousam na superfície das células e depositam sua carga de melitina, que rapidamente se funde com as células-alvo. Mostramos que a toxina da abelha é levada para as células, onde faz furos em suas estruturas internas", afirmou um dos autores do estudo, Samuel Wickline, que lidera o Centro Siteman de Excelência em Nanotecnologia da Washington University de St. Louis.

Leia mais em:

http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,cientistas-usam-veneno-de-abelha-para-combater-cancer,417172,0.htm  

 

Amamentação protege de câncer de mama, comprova pesquisa. Mais de 60 mil mulheres antes da menopausa foram monitoradas. Estudo feito pela Universidade da Carolina do Norte durou mais de 8 anos.

Luis Fernando Correia Especial para o G1 – 11/08/2009

Pesquisadores da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, comprovaram que a amamentar aumenta proteção de mães com alto risco para câncer de mama.

Entre as mulheres com parentes do primeiro grau com câncer de mama, aquelas que amamentaram têm uma chance 59% menor de desenvolver a doença antes da menopausa.

Os dados da pesquisa vieram de mais de 60 mil mulheres antes da menopausa acompanhadas por mais de 8 anos.

Leia mais em:

http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1263016-5603,00-AMAMENTACAO+PROTEGE+DE+CANCER+DE+MAMA+COMPROVA+PESQUISA.html  

 

Substância química pode destruir células-tronco que geram tumor

Reuters/Brasil Online. Por Julie Steenhuysen  - 13/08/2009

Pesquisadores norte-americanos descobriram uma substância química que pode destruir as células-tronco que geram o câncer de mama -um tipo de célula-mestre de câncer que resiste aos tratamentos convencionais e que pode explicar porque muitos tumores voltam.

Descobrir uma forma de destruir estas células pode facilitar muito a cura do câncer.

"Há muitas evidências agora que sugerem que estas células sejam as responsáveis por muitas recaídas observadas após o fim do tratamento", afirmou o pesquisador do Instituto de Tecnologia do Massachusetts e do Broad Institute Piyush Gupta, que publicou seu estudo na revista Cell, em entrevista por telefone nesta quinta-feira.

(...) Uma substância química, chamada salinomicin, conseguiu o resultado esperado. Ela era 100 vezes mais potente que os medicamentos comuns usados na quimioterapia, paclitaxel ou Taxol, na destruição de células-tronco que geram o câncer de mama.

As células-tronco tratadas com o salinomicin tinham menos capacidade de gerar tumores de câncer de mama quando injetadas em ratos que as células-tronco tratadas com paclitaxel. E o tratamento também parecia diminuir o ritmo de crescimento dos tumores nos ratos.

Leia mais em:

http://oglobo.globo.com/mundo/mat/2009/08/13/substancia-quimica-pode-destruir-celulas-tronco-que-geram-tumor-757394277.asp  

 

Pesquisa do Instituto Butantan usa saliva de carrapato-estrela contra câncer. Após 42 dias, tumores de camundongos tiveram reversão completa. Trabalho já dura 6 anos e também extrai anticoagulante da substância.

Do G1, por Emilio Sant’Anna - 13/08/09

Da saliva do carrapato-estrela (Amblyomma cajennense), a ciência conhece apenas os efeitos nocivos. A febre maculosa, doença muitas vezes fatal, é transmitida pela picada do aracnídeo. Da mesma substância, porém, podem sair novos medicamentos contra o câncer, além de anticoagulantes. Há seis anos, pesquisadores do Instituto Butantan, em São Paulo, trabalham no desenvolvimento de uma droga que possa ser utilizada com as duas finalidades. O prognóstico é animador.

A pesquisa – ainda não publicada – foi um dos destaques no 22º Congresso Internacional da Sociedade de Trombose e Hemostasia, realizado em Boston (EUA), em julho. “Imaginávamos que a saliva do carrapato tivesse algum componente que inibe a coagulação, pois, como hematófago, precisa manter o sangue fluindo para se alimentar”, explica a farmacêutica Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, coordenadora do estudo.

(...) Tratados durante 42 dias com a proteína, os tumores dos camundongos apresentaram reversão completa. “Testamos em culturas de células tumorais e a surpresa foi positiva, pois a proteína tem atividade altamente citotóxica para elas e não para células normais”, explica Ana Marisa.

Leia mais em:

http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1265464-5603,00-PESQUISA+DO+INSTITUTO+BUTANTAN+USA+SALIVA+DE+CARRAPATOESTRELA+CONTRA+CANCER.html

design manuela roitman | programação e implementação corbata